Rua torta - Gramado

7 motivos para incluir a Serra Gaúcha na sua viagem

Quer uma sugestão para as próximas férias? Seu destino pode estar na Serra Gaúcha. A região concentra comida boa, paisagens incríveis e diversas opções de passeios. Tem atração para todos os gostos e todas as idades!

Por que visitar a Serra Gaúcha nas férias

Seja com os amigos, seja com a família, o interior do Rio Grande do Sul vai surpreender você. Mas por que, exatamente? Confira as sete razões abaixo e descubra.

1. Gastronomia

Sequência de Fondue – Gramado

Se tem uma coisa que o povo serrano sabe, é preparar comida gostosa. Cidades como Gramado, Canela e Bento Gonçalves são famosas pelos ótimos restaurantes.

Os sabores têm forte influência europeia. Isso porque os imigrantes alemães e italianos, que ajudaram a colonizar a região, deixaram marcas na cultura local.

Uma exemplo típico é o café colonial. Esse rodízio com dezenas de quitutes lembra a fartura das refeições no campo: era preciso forrar a pança para aguentar o trabalho na lavoura!

Entre os pratos mais requintados, está a sequência de fondue, ótima pedida para um jantar a dois durante o inverno. As casas de massas e as galeterias também são alternativas excelentes para os apreciadores da boa cozinha.

Dica: Restaurantes em Gramado: confira os melhores

Ah, e não podemos nos esquecer do vinho! A Serra Gaúcha é uma das principais produtoras da bebida na América Latina.

2. Belezas naturais

Parque do Caracol - Canela
Parque do Caracol – Canela

Outro atrativo para quem visita o Sul do país são as paisagens deslumbrantes. A geografia característica inclui morros, cânions e vales, resultando em cenários dignos de cartão-postal. Não é de se admirar que alguns municípios sirvam de locação para produções cinematográficas e telenovelas.

A Cascata do Caracol, em Canela-RS, é uma das paradas obrigatórias. São 131 metros de queda d’água – um belíssimo espetáculo da natureza!

Em Gramado, dê uma passadinha no Mirante do Belvedere, com vista para o Vale do Quilombo. A gente se sente até pequeno diante de tanta magnitude.

Ainda, tem as formações rochosas do Itaimbezinho, em Cambará do Sul, e o charmoso Lago São Bernardo, em São Francisco de Paula. Nesse último, durante o outono, as árvores ganham lindos tons de dourado e vermelho.

3. Experiência cultural

Noite Alemã - Brocker Turismo
Noite Alemã – Brocker Turismo

Viajar à Serra Gaúcha é conhecer um Brasil um pouco diferente. E nem estamos nos referindo ao clima frio!

Essa é a oportunidade de vivenciar as tradições dos povos colonizadores. A cultura europeia está presente não só na gastronomia, como também na música e na arquitetura.

Você vai reparar nas casas construídas em estilo enxaimel. Vai ouvir o sotaque carregado dos “colonos” (que até hoje misturam o nosso português com dialetos importados). Vai se encantar com canções típicas que dificilmente tocariam no rádio em outros estados do país!

Um território tão extenso como o tupiniquim tem disto: diversidade de costumes, de etnias e de paisagens. Cada aventura por este Brasilzão rende momentos inesquecíveis.

Dica: Vindima: como aproveitar a colheita das uvas na Serra Gaúcha

4. Vale dos Vinhedos

Vele dos Vinhedos na Serra Gaucha

O Vale dos Vinhedos compreende os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Como o nome indica, o grande atrativo desse pedaço da Serra Gaúcha é o enoturismo.

As vinícolas estão abertas o ano todo para visitação. Você pode participar de tours guiados, realizar degustação da bebida ou, quem sabe, saborear um jantar harmonizado com os melhores rótulos produzidos na localidade.

Entre janeiro e março, ocorre a Vindima, a colheita de uvas para fazer vinho. O período conta com uma programação especial. Dá até para pisotear a fruta, tal como os imigrantes italianos faziam (hoje a produção vinícola está diferente, toda automatizada).

Para completar a incursão pelo Vale, nossa dica é o passeio de trem Maria Fumaça. O percurso funciona como uma espécie de túnel do tempo. Experiência única para aprender um pouco de História de um jeito superdivertido!

Dica: Guia completo sobre o passeio da Maria Fumaça

5. Gramado e Canela

Lago Negro Gramado
Lago Negro – Gramado

Essas cidades, distantes apenas 8km uma da outra, estão entre os destinos mais visitados do Brasil. Fácil entender por quê: Gramado e Canela oferecem entretenimento para vários públicos.

Seria impossível listar aqui todos os restaurantes, parques temáticos, museus, praças e lojas de chocolate artesanal da chamada Região das Hortênsias. É tanta atração que talvez você precise estender as suas férias!

Ou melhor: volte sempre, mas em épocas diferentes do ano. O calendário de eventos também é bastante movimentado por lá. Tem as festividades de Páscoa, o Festival Internacional de Cinema, o Festival de Teatro de Bonecos, as feiras de negócios, o Natal Luz… Ufa!

E a paisagem varia. No verão, as hortênsias florescem e dão um colorido charmoso às ruas. No inverno, pode ter neblina e até neve. Ambientação de filme, hein?

Dica: Guia completo sobre Gramado: tudo que você precisa saber!

6. Nova Petrópolis

Labirinto Verde – Nova Petrópolis

O município de Nova Petrópolis-RS fica pertinho de Gramado. Ele integra a Rota Romântica, trecho da BR-116 que liga a Região Metropolitana de Porto Alegre à Serra Gaúcha.

Motivos para visitar a cidade não faltam. As malharias atraem os turistas que queiram renovar o guarda-roupa. Os restaurantes de café colonial são a garantia de um almoço generoso, sem hora para acabar. E tem os pontos clássicos, claro.

Um deles é o Labirinto Verde, estrutura ao ar livre na qual todo mundo adora se perder (mas pode relaxar, que o caminho até a saída é bem tranquilo). Já o Parque Aldeia do Imigrante tem quiosque, capela e loja de produtos coloniais em meio à mata nativa. As casinhas, como seria de se esperar, são no estilo enxaimel, inspiradas em construções alemãs.

7. Campos de Cima da Serra

Cânion Itaimbezinho - Carnaval em Gramado
Cânion Itaimbezinho

Completando nossa lista de razões para visitar a Serra Gaúcha, sugerimos uma ida até as cidades de São Francisco de Paula e Cambará do Sul. A região dos Campos de Cima da Serra se diferencia por uma natureza quase intocada. Programação roots para quem gosta de contato direto com a mãe Terra!

Na pacata São Chico, além do já citado Lago São Bernardo, você pode percorrer inúmeras trilhas. O Parque das Oito Cachoeiras é um dos lugares mais procurados.

Em Cambará, o grande chamariz são os cânions. O Itaimbezinho dispõe de uma estrutura turística mais completa, pois se localiza dentro de um parque ecológico. Vale a pena tirar um dia para esse passeio: a vista lá de cima é estonteante.

Dica: nion Itaimbezinho: como se preparar para o passeio?

Quer mais dicas sobre a Serra Gaúcha? Então siga de olho em nosso blog. Toda semana, trazemos novidades para você planejar férias para lá de especiais. Até a próxima!