Cânion Itaimbezinho: como se preparar para o passeio?

A Serra Gaúcha reserva muitas surpresas aos visitantes, principalmente quando o assunto é natureza. Um dos pontos famosos da região é o cânion Itaimbezinho, que inclusive já serviu de locação para filmes e novelas. Se você está planejando uma viagem a Gramado e Canela, vale a pena esticar o passeio até esse cartão-postal.

Dica: Guia completo sobre Gramado: tudo que você precisa saber!

O que é o Itaimbezinho?

O cânion Itaimbezinho é uma formação rochosa de tirar o fôlego. Os paredões se estendem por 5,8km de comprimento e 720m de altura, abrindo espaço para que o Rio do Boi corra em direção ao mar.

Estima-se que o local tenha sido formado há mais de 130 milhões de anos, devido a movimentações das placas tectônicas e erupções de magma basáltico. Após a sedimentação das rochas, criou-se um ecossistema diverso, que inclui espécies da Mata Atlântica e da Floresta de Araucárias.

O nome “Itaimbezinho” tem origem tupi-guarani. “Ita” significa “pedra” e “Ai be”, afiada.

Onde fica o cânion Itaimbezinho?

O cânion Itaimbezinho está localizado dentro do Parque Nacional de Aparados da Serra, no município gaúcho de Cambará do Sul. A cidade, de aproximadamente 6,6 mil habitantes, fica numa região conhecida como Campos de Cima da Serra, sendo distante 185km de Porto Alegre e 113km de Gramado.

Uma curiosidade: embora os paredões de pedra pertençam à Cambará do Sul, não se pode dizer o mesmo do Rio do Boi, que corre na base da fenda. Essa parte do cânion corresponde ao território de Praia Grande, município de Santa Catarina.

O que fazer no cânion Itaimbezinho?

Cânion Itaimbezinho - O que fazer
Cânion Itaimbezinho – O que fazer

O parque de Aparados da Serra possui duas trilhas abertas aos visitantes. Seguindo por dentro da mata, você chega até mirantes para visualizar o Itaimbezinho de vários ângulos.

O caminho mais curto é o do Vértice, com 1,5km de extensão (ida e volta). O percurso conta com alguns trechos de calçamento, facilitando a caminhada.

Há três pontos estratégicos para a contemplação da paisagem. No primeiro, você avista a Cascata das Andorinhas, uma queda d’água de 300m. Mais adiante, a pausa é para admirar a cachoeira Véu de Noiva derramando-se por 500m de altura. Enfim, no último mirante, tem-se uma visão de 30% do cânion.

O outro trecho é a trilha do Cotovelo, com 6km de extensão (ida e volta). Cerca de dois terços do trajeto são feitos numa estrada de chão que corta a floresta nativa. O restante da pernada acontece na borda do penhasco.

Esse é o cenário perfeito para as fotos da viagem – afinal, é ali que o cânion Itaimbezinho revela toda sua imponência. Com uma visualização de 70% dos paredões de pedra, os turistas conseguem observar a área a partir de plataformas posicionadas em diversos cantos.

Além das rotas pelo planalto, alguns aventureiros cruzam o interior do cânion na trilha do Rio do Boi. Essa opção demanda um dia inteiro, pois são 14km de deslocamento! O passeio tem nível mais elevado de dificuldade, então é recomendado apenas a quem tenha preparo físico. O acesso, sempre acompanhado por guia profissional, é feito a partir do município de Praia Grande-SC.

Mas e quando o grupo cansa de caminhar, o que se faz no Itaimbezinho? Bem, o contato com a natureza é o principal atrativo desse cartão-postal.

Os campos e penhascos são morada para diversos animais, como o papagaio-de-peito-roxo, a jaguatirica, o guaxinim e o leão-baio. Que tal ficar em silêncio para ouvir os sons da fauna? Ou tentar registrar um pouco do espetáculo natural em belas fotografias?

Vale lembrar que a direção do Aparados da Serra proíbe acampar ou fazer churrasco nas imediações. Porém, é possível saborear um delicioso piquenique nos espaços demarcados. Também dá para circular de bicicleta pelas trilhas do Vértice e do Cotovelo.

Ainda, o centro de informações, logo na entrada do parque, mantém uma exposição de fotos. Você pode aproveitar para aprender um pouco mais sobre a história, os biomas e o trabalho de preservação de espécies conduzido na região.

Como chegar ao Itaimbezinho?

O acesso ao cânion pelo lado gaúcho é a partir de Cambará do Sul. Você deve chegar ao centro da cidade e, depois, pegar uma estrada de chão rumo ao Parque Nacional de Aparados da Serra. São em torno de 21km até o local.

Para quem está em Santa Catarina, o caminho é via Praia Grande, a 285km de Florianópolis. Subindo pela Serra do Faxinal, levam-se 23km até a fenda – com chão batido durante os últimos 18km.

Qual é a maneira mais fácil de conhecer o cânion Itaimbezinho?

Cânion Itaimbezinho - Como conhecer
Cânion Itaimbezinho – Como conhecer

Um jeito superprático de visitar o Itaimbezinho é com o tour da Brocker Turismo. A empresa é um dos principais nomes do turismo na Serra Gaúcha.

O pacote tem tudo para você curtir a aventura com conforto e segurança. Ele inclui traslado de ida e volta a partir de Gramado e Canela, mais acompanhamento de guia e uma “sacochila” personalizada. Aliás, esse acessório vai ser ótimo para você transportar o kit sobrevivência, sobre o qual falaremos no próximo tópico.

As saídas para o cânion ocorrem aos domingos, às quartas-feiras e às sextas-feiras. A jornada completa dura aproximadamente nove horas. Crianças são bem-vindas (e os pequenos até cinco anos de idade não pagam).

Dica: Guia completo sobre o passeio da Maria Fumaça

Dicas extras sobre o cânion Itaimbezinho

Agora que você já sabe tudo sobre o Itaimbezinho, seguem as últimas recomendações para aproveitar o passeio ao máximo.

Vista roupas confortáveis

Muita gente adora perambular por Gramado com bota e casacões pesados de inverno, mas o look elegante não cai bem numa trilha no meio da mata. Prefira tênis de caminhada, bermuda e camiseta.

Use protetor solar

Mesmo que a temperatura esteja amena, a insolação no planalto pode queimar sua pele.

Leve lanches e garrafa d’água

Não há lanchonete no parque de Aparados da Serra. O centro de informações turísticas conta apenas com banheiro e bebedouro.

Monte um “kit sobrevivência”

Outros itens também podem ser úteis lá em cima, como óculos de sol, boné, casaco leve e repelente de insetos. Viu como a sacochila é importante?

Por via das dúvidas, talvez valha a pena incluir uma capa de chuva no kit. O fenômeno da viração, quando as nuvens se formam repentinamente, é bem comum no cânion.

Recolha seu lixo

A paisagem exuberante do Itaimbezinho merece permanecer intacta. Portanto, faça sua parte. Deixe apenas pegadas nas trilhas do parque.

Gostou? Esperamos que as dicas de hoje sejam úteis. Se você quiser saber mais sobre a Serra Gaúcha, continue de olho no nosso blog! Até a próxima. 😉